quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

BOAS FESTAS!!!

Não há vitórias sem lutas e nem ganhos sem perdas.
O bom de estar vivo é saber que a qualquer momento
podemos recomeçar.
Se seu 2009 foi bom, faça com que ele seja ultra, mega,
blaster melhor em 2010, mas se não foi tão bom assim,
aproveite a folha em branco para reescrever um
novo capítulo.
Te desejo muita saúde, porque com ela, você terá
forças para trabalhar, estudar e ser próspero.
Te desejo tranquilidade, porque o estresse além de estar
na moda, faz mal. Seja antiquado quanto a isso.
E por último, muita alegria! Porque aprendi que sorrir
é com certeza o melhor remédio.
Ria das suas falhas, dos desencontros, das crises,
porque tudo isso se transforma em aprendizado.
São os meus sinceros votos.
-G.C.Lima

Boas festas
ho ho ho

sábado, 19 de dezembro de 2009

Um conto de natal


1- Café da Manhã

_ Bom-dia! - diz a mãe ao entrar no quarto pela manhã.
__ Bom-dia. - responde o filho sem nenhuma empolgação ainda coçando os olhos com preguiça.
_ Hoje, depois da escola vamos ao shopping fazer compras de natal?
__ Eu quero aquele boneco superhiperirado que vem com uma arma de canhão laser e uma espada tridimensional que faz barulho, certo?
__ Veremos.
_ Pô, mãe! Qual é? Estudei pacas o ano inteiro, ajudei com os serviços da casa e fui legal com o Pedro. Só por ter sido legal com o Pedro eu mereço o boneco e bônus extra. – diz o menino apontando para o irmão mais novo que distraidamente coçava a cabeça sem nada dizer.
__ Não fez mais que obrigação. E não se refira com desdém ao seu irmão. Você já foi pequeno, sabia?
__ Mas não tinha irmão. Ah, mãe...
__ Vou pensar.
__ Hunf!


2 – Indo Para o Shopping


__ Pelo amor de Deus, esse trânsito está um caos! – buzinas soando por toda parte, congestionamento quilométrico, aproximadamente cinco da tarde do dia 23 de dezembro.
__ Mãe, o Lipe pegou o meu dinossauro.
__ Felipe devolve o dinossauro.
__ Foi ele quem começou pegando o meu carrinho.
__ Pedro devolve o carrinho.
__ Foi ele. – diz Pedro olhando desafiador para Felipe.
__ Foi você. – reponde Felipe no mesmo tempo.
__ Foi ele. – tom da voz aumentando.
__ Você. – a mãe olha pelo retrovisor impaciente com a discursão. As buzinas cada vez mais alto e um calor insuportável.
__ Devolve meu dinossauro. - gritava Pedro.
__ Devolvo nada.
__ Devolve!
_ Não!
__ VOCÊS QUEREM PARA DE BRIGAR. – gritou a mãe como uma leoa enfurecida.
__ A mamãe ficou nervosa... Viu o que você fez? – sussurrou Pedro.
__ Foi você.
__ Você.
__ AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH! – silêncio.


3 – Estacionamento do Shopping


__ Finalmente chegamos! Agora é só arranjar uma vaguinha.
__ Ali mãe!
__ Perfeita! Ah, aquele cara entrou na frente. Vamos procurar outra.
__ Mãe isso foi sacanagem do cara!
__ Felipe não fale palavrão! Vamos achar outra.


Vinte minutos depois...


__ Viu? Olha aqui, estacionados e prontos para irmos às compras.
__ No terceiro piso?- diz Felipe com cara de deboche.
__ Que tem isso?
__ Mamãe, quero fazer xixi. – diz Pedro puxando a mãe pela saia.
__Já vamos entrar o elevador já está vindo.
__ Mas eu tô apertado.
__ Segura um pouquinho, querido.
__ Pirralho só enche.
__ Não fala assim dele. Vamos de escada.
__ Tá quase saindo. – diz Pedro com cara apertando os joelhinhos.
__ Íamos estacionar ali se aquele infeliz não tivesse tomado nossa vaga. E já estaríamos lá dentro... – a mãe olha para Pedro com um sorriso estranho e em seguida para Felipe que se precipita.
__ Vem Pedro! Vamos lavar as portas daquele carro.
__ É! Vamos.


4 – No Shopping

__ Menino cuidado para não se perderem!
__ Eu estou aqui, mãe.
__ Eu também, mamãe.
__ Está lotado hoje, isso aqui.
__Primeiro vamos comprar o meu boneco, né mãe? – disse Felipe apontando para a loja de departamento.
__ Primeiro quero ir à casa do papai Noel. – intimou Pedro.
__ Depois.
__ Não. Agora!
__O papai Noel pode esperar. – a mãe ao lado das duas crianças que discutiam respirando fundo para controlar-se. – Papai Noel nem existe.
__ Cala a boca, Felipe! – intervém a mãe vendo os olhos de Pedro enchendo-se de lágrimas. – Vamos ver a casa do papai Noel primeiro e DEPOIS compramos o seu boneco.
__ @#%$*!!!!
__ Felipe!


5 – Na Casa do Papai Noel

__ Que lindo! – exclama a mãe olhando as cores e forma de bonecos e anjos que enfeitam o shopping. – Vamos fazer uma foto.
__ Ah, mãe!
__ Felipe só uma. Aqui perto dessa rena, assim eu pego também a casa do papai Noel.
__ Eu posso subir na rena, mamãe? – diz Pedro já em posição para cavalgar o boneco.
__ Não, filho!
__ Então posso abraçar?
__ Abraçar pode, mas não ponha...
__ A cabeça da rena caiu! – exclama Felipe caindo na gargalhada ao ver o susto do irmão.
__ Eu não queria machucar a rena... – os olhinhos de Pedro cheios de lágrimas iam da mãe ao irmão e daí para a rena, cheio de compaixão e culpa.
__Você não machucou a rena, Pedro. Você a matou! Ela agora vai ser a rena-sem-cabeça. – disse Felipe ainda rindo do desespero do irmão.
__ Não fale assim, Felipe! – disse a mãe olhando a cabeça da rena pendurada, sem saber se tentava consertar o bicho, consolava o pequeno Pedro ou ria de toda a situação. – Pedro, ela não morreu é só um boneco. Vamos pôr a cabeça assim, no lugar. Deus a cabeça não fica! – risos de Felipe, choro de Pedro, desespero da mãe. – Será que vou ter que pagar por isso?
__ Putz! Assassino de Rudolf, você não ganhará presente esse ano. – sentenciou Felipe.
__ Manhê!
__ Vai sim, Pedro. Felipe pára com isso e venha me ajudar a pôr essa cabeça aqui.
__ Senhora?
__ Ó, Senhor! – diz a mãe olhando um homem uniformizado atrás dela.
__ Eu sou da administração do shopping pode deixar que cuidaremos disso. Afinal, acidentes acontecem.
__ Me desculpe, moço. – diz a mãe envergonhada diante do sorriso paciente do funcionário do shopping.
__ Tudo bem, senhora. Tudo bem. Pode ir agora e boas compras.
__ Obrigada.


6 – A Foto Com o Papai Noel

__Que saco! Pra que tirar essa foto? Que saco, mãe!
__ Felipe, ele é pequeno e precisa dessas recordações. Você já teve sua fase, respeite a dele.
__ Mãe, isso é ignorância. Estamos nessa fila a quinze minutos esperando esse velho, que pode ser um pedófilo disfarçado, pegar o Pedrinho no colo e sabe-se lá fazer o quê...
__ Que isso menino?
__ Mãe, só um pedófilo ficaria vestido com uma roupa dessa quente pra burro, sorrindo, enquanto crianças remelentas o enchem de perguntas idiotas, apertos, puxões e beijos babados de pirulito. Pense bem mãe: você se sujeitaria a isso?
__ Vamos embora, Pedro. – diz a mãe puxando firme a mão do menino, enquanto olhava desconfiado para a cara do papai Noel que beijava amavelmente uma menininha sardenta. – Fotos com papai Noel não são legais.

7- Na Loja

__ Oba! Vamos lá comprar o meu boneco.
__ Primeiro a árvore e os enfeites.
__ Mas por quê?
__ Porque temos que escolher com carinho e o seu boneco é sempre o mesmo.
__ Ah ta! Vamos.
__ Cadê o Pedro? – diz a mãe olhando ao redor e dando a falta do menino.
__ Pedro! – grita Felipe.
__ Pedro? – grita a mãe.
__ O papai Noel pegou ele por causa da rena.
__ Pare de graça, Felipe. Temos que achar seu irmão.
__ PEDRO!
__ Senhora?
__ O senhor novamente? Olha, perdi meu filho e agora não é um bom momento para falar da cabeça da rena.
__ Não é isso. Aquela criança ali é filho da senhora? – diz o funcionário do shopping apontando para um menino que subia rindo-se a valer pela árvore que enfeitava o hall do shopping.
__ CARACA!
__ Felipe, pare de falar palavrão.
__ Caraca não é palavrão.
__ Pedro, meu filhinho desça já dessa árvore. Como foi que você subiu aí? Moço, o senhor poderia... – apontou a mãe ainda boquiaberta para a mesma árvore.
__ Claro, senhora! – responde o funcionário do shopping esforçando-se para manter-se calmo.
__ Desculpe.
__ Boas compras. – responde novamente o funcionário do shopping devolvendo Pedro a sua mãe.

8 – A Árvore

__ Essa aqui é a ideal. Nem tão grande nem muito pequena. Agora vamos escolher os enfeites?
__ Põe bolas coloridas. – sugeriu Felipe.
__ Prefiro papai Noel. – diz Pedro.
__ Podemos pôr os dois. – diz a mãe.
__ Vai ficar parecendo carro alegórico.
__ Eu gosto de anjos. O que acham?
__ Mas vai ter papai Noel também, né?
__ É muita coisa, Pedro. – disse Felipe – Anjos é legal e combinam com bolas.
__ Não é muita coisa. – retruca Pedro.
__ É sim.
__ Não é.
__ CHEGA! – interfere a mãe antes que a discurssão de Pedro e Felipe se estendesse. – Os dois calados. Levaremos sinos e enfeites, pronto. Usos, coelhos, borboletas... Nem bolas, papais noéis ou anjos.
__ Por mim... Tudo bem. – concorda Pedro.
__ Puxa-saco. – provoca, Felipe.
__ Não sou.
__ É sim!
__ AAAAAAAAAAAH!
__ viu o que você fez? A mamãe ficou nervosa.
__ Silêncio os dois, por favor.

9 – A Roupa de Pedro

__ Agora vamos ao boneco!

__ Felipe, vamos comprar uma roupa para o Pedro e depois vamos ao seu boneco.
__ Hunf!
__ Eu quero essa roupa. – diz Pedro apontando para um conjunto de calça e casaco de moleton que estava em liquidação em uma banca.
__ Mas essa não é uma roupa legal para o natal, Pedrinho. Vamos ver essa aqui.
__ Mãe, essa nem tem dinossauro.
__ Meu anjo, ela tem carros. Olha que linda!
__ Mas eu prefiro dinossauros.
__ Mas essa é de inverno e estamos no verão.
__ Vamos levar uma do Jason para ele, mãe. – diz Felipe com um riso no canto dos lábios.
__ Por que?
__ Ele não é assassino de renas? - a mãe controla o riso, mas o pequeno Pedro cai em choro.
__ Felipe! Pedrinho vamos levar a roupa de carros, está bem?
__ Mas eu quero a de dinossauro.
__ Escuta aqui, moleque! - disse a mãe falando firme e olhando mais firme ainda para Pedro. – Você vai levar a de carros porque os dinossauros comem rena e você já está muito sujo com o papai Noel por causa do Rudolf. Você não vai querer que ele saiba que você anda por aí com uma roupa de quem come rena, não é?
__ Pegou pesado, dona Elisa. Gostei de ver!
__ Cala a boca, Felipe!


10 – O Boneco

__ Pegue o seu boneco.
__ Até que enfim! – e Felipe sai em disparada pela loja. Voltando rapidamente com uma caixa a qual exibia com orgulho. – É esse!
__ Então vamos...
__Senhora?
__ Pois não.
__ Eu já tinha pegado esse boneco. E não sei se a senhora sabe, mas esse é o último da loja. Então, por favor, queira me devolver.
__ Não!
__Como não?
__ Não tem o seu nome nele e ele estava ali na prateleira.
__ Eu o coloquei ali, enquanto fui buscar um carrinho para pôr as minhas compras.
__ Pois saiba que: achado não é roubado e quem perdeu foi relaxado. Se queria o boneco, segurasse.
__ A senhora vai querer brigar por causa de um simples boneco?
__ Se é um “simples boneco” você não se importará que meu filho fique com ele.
__ Mas eu o estou comprando para o MEU filho.
__ E eu estou comprando para o MEU. Comprar este boneco abominável virou uma questão de honra. Chame a polícia se for o caso. Vamos aos tribunais. Mas este boneco... – dizia a mãe em tom de discurso diante das pessoas que já se acercavam para saber o que acontecia. – Este boneco feio... Este boneco aqui... Será seu. – sentenciou apontando o boneco para Felipe como um rei passando sua coroa ao príncipe herdeiro.
__ A senhora é louca!
__ Sou sim. Estou maluca! Alucinada! Descabelada! Ensandecida! E infeliz daquele que tentar tirar esse boneco de minhas mãos.
__ Senhora...
__ O QUE É? – gritou a mãe já completamente enfurecida.
__ Calma! – era um funcionário da loja com um sorriso timidamente assustado. – Eu só quero avisar que chegou uma nova remessa desses bonecos, assim sendo você pode ficar com esse.
__ Obrigada. – disse a mãe sentindo-se diminuir diante de todos que olhavam para ela.

11- O Lanche


__ Viu o mico que você me fez pagar? – diz a mãe saindo de cabeça baixa de dentro da loja de departamento.
__ Mico? Mãe você pagou um King Kong. Foi horrível.
__ Se você, Felipe, abrir sua boca mais uma vez hoje, você vai levar uma surra no mínimo HOR- RO- RO- SA.
__ Hum rum. – resmungou Felipe olhando os olhos da mãe que soltavam da órbita de tanta raiva.
__ Quero comer um daqueles lanches que vem com um bonequinho do “Doguinho, o cão zinho fofo”, mamãe.
__ Pedro, olha aquela fila, meu filho! Vamos comer outra coisa.
__ Mas quero o Doguinho, mamãe.
__ Filho...
__ Mamãe... - e finalmente Pedro apela para o olhar meigo e sua mãe cede.

Dez minutos depois...

__Um lanche do Doguinho, por favor. Um lanche completo. E... O que você quer Felipe?
__ ??? _ Felipe dá de ombros.
__ Que? Que cara é essa?
__ !!! _ Felipe balbucia algo com os lábios cerrados.
__ Menino fala o que quer.
__ ... – Felipe olha para a mãe como que não entendendo. E fala algo no ouvido de Pedro.
__ Anda!
__ Mamãe, o Lipe falou que se ele falar você disse que ia bater nele.
__ E quando foi que você começou a me obedecer? _ disse a mãe olhando para Felipe que novamente cochichava ao ouvido de Pedro.
__ Ele falou que desde que viu nos seus olhos a surra horrorosa.
__ Felipe, fale comigo AGOOOORA!
__ Eutambémqueroumlanchecompleto. _ falou Felipe de uma só vez.
__Senhora lamento informar, mas a miniatura do Doguinho acabou. Podemos substituir.
__ Está de brincadeira? Eu estou a meia hora nessa droga de fila por causa dessa porcaria e você quer substituir o Doguinho? Francamente!
__Oh, oh... _ disseram ao mesmo tempo Felipe e Pedro.
__ Essa sua espelunca tinha que ser fechada. Propaganda enganosa é crime, sabia? Tenho direitos de consumidora defendida por lei, sabia? Se anunciaram a porcaria dessa cão cabeçudo tinha que ter a porcaria do cão desse cão cabeçudo para pôr no lanche, sabia?
__Substitui pelo Palhacito, moça. – disse timidamente Pedro.
__ Também não tem, querido.
__ Estão vendo? Não tem nada nessa joça. – falava impaciente a mãe.
__ Tem o Gordinho? – continuou Pedro tentando descolar um brinde para seu lanche.
__ Não.
__ Vejam isso, senhores. Absurdo! Absurdo! Absurdo! – a mãe já não diferenciava suas atitudes e parecia mais criança que o Pedro que ainda negociava seu lanche tranquilamente, enquanto a fila na lanchonete só aumentava.
__ Mas temos esse boneco aqui. Ele tem uma espada tridimensional q faz barulho e uma arma de canhão laser. – disse a atendente da loja mostrando a Pedro um boneco igual ao de Felipe.
__ Quero esse. – decidiu-se Pedro.
Felipe e a mãe olhavam boquiabertos um para o outro, depois para o boneco. E não disseram mais nada desde então.



12- A Volta


__ Finalmente vamos para casa. – disse a mãe.
__ Nem fala.
__ Onde foi mesmo que estacionei? – disse a mãe olhando admirada o número a mais de carros no estacionamento.
__ Ah mãe! A senhora não marcou o local?
__ Como eu ia imaginar que isso ia ficar assim, Felipe?
__ Com esse peso todo mãe, a gente vai ficar procurando por horas.
__ Não reclama menino. Vamos! Vamos! Vamos!
Uns minutos depois...
__ Nem foi tão difícil, foi?
__ Não. – responde Felipe revirando os olhos.

Enfim entram no carro e o pequeno Pedro logo começa cochilar. Enquanto Felipe e a mãe vão pelo trânsito cantando canções de natal, acompanhados pelos anjos que os protegeram a tarde inteira.

(Waleska Zibetti)

====================
Confira uma entrevista com esta fenomenal escritora feita para o site Recanto das letras?
http://recantodasletras.uol.com.br/entrevistas/1136421

domingo, 13 de dezembro de 2009

Univale 2010-Vestibular


Univale 2010 - Vestibular

No domingo do dia 13 de dezembro de 2009, o sol nasceu maravilhosamente perfeito, 'laranjado' e extremamente quente na cidade do interior de Minas Gerais, Governador Valadares.
Mais de mil alunos estavam presentes para fazer o teste.
Aquele velho clichezão sobre chegar uma hora antes do início das provas, e pensando que você se acomodaria logo, se refrescando do calor infernal bebendo uma água, enquanto aguarda o início do teste.
Os 'portões' nada que abriam, e alunos ansiosos e frustrados com a inquietude do sol rachando, reclamavam por terem cumprido o horário em vão. "Acordar as 7am pra chegar aqui e ficar no sol aguardando? Puta sacanagem!!" Comentários do tipo eram feitos durante a espera, e com razão.
Então me diga o porquê de chegar uma hora antes?
Enfim, faltando 10 minutos para as nove, horário marcado para o início das provas, alunos começam a procurarem suas salas.
Bom, imprevistos sempre rolam, mas precisava acontecer um logo hoje?
Infelizmente um ônibus com alunos ficou preso em algum lugar e fez com que adiassem a prova que seria as nove, para as dez.
Mas para a alegria de muitos, a prova foi fácil e ansiosos aguardam pelo resultado que será divulgado dia 16.
Aguardem e boa sorte!!

sábado, 5 de dezembro de 2009

Meu twitter



Acompanhem de perto minhas atualizações em blogs, recanto das letras e youtube pelo meu twitter.

www.twitter.com/gabriellaclima

Follow me

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Understanding cover

A dor que te oprime, o medo que te prende;
Liberta a vida em mim...
Na nossa vergonha mútua escondemos nossos olhos
para cegá-los da verdade
que descobre um caminho para quem realmente somos;

[Não consigo levar tudo embora]
[Não posso desejar que tudo se vá]
[Não posso esperar que tudo acabe]
[Não consigo chorar pra que tudo acabe]

Deitada ao teu lado, ouvindo você você respirar.
A vida que flui de você queima dentro de mim.
Espere, e fale de amor comigo sem um som...
Me diga que você vai viver através disso
e eu morrerei por você
Não me expulse...
Diga que você estará comigo
Porque eu sei que não suportarei tudo isso sozinha...

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Heróis também sangram


Na frente de uma folha branca, você tenta escrever realmente o que as pessoas gostariam de ouvir.
Elas perguntam porque você chora, chora tanto; você escreve um motivo para cada mil pessoas, tentando se enganar, tentando agradar cada ouvinte, mas na verdade nem você sabe o real motivo e isso te machuca, eu sei exatamente como é.
A energia das pessoas são tão poderosas que até eu fiquei com medo agora.
Elas conseguiram te trazer de volta e agora se lamenta por ter sido fraca. O que fazer a não ser entrar numa depressão profunda?
Como esconder das pessoas que você ama tanto e que apostam em você que os heróis também são de papel? Uma vez se rasga, queima, joga fora ou simplesmente joga num lago que não é nem do sisnei. O papel está molhado agora. Molhado de sangue.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Zombie



... e a música não pode parar.

Eu cheguei cansada, olhei para meu violão todo desafinado, pensei em tocar mais uma vez a música Zombie para ela tentar fazer igual, mas me lembrei que estamos separadas e a única coisa que deixei para trás foi as eternas lembranças.
Uma mãe, uma filha 'gêmea', um violão para três, uma senhora dos cabelos vermelhos, uma cidade cheia de morros, abraços dados, beijos recusados, uma canção doce/amargo, a saudade.

E a batalha não terminou ali. Meu sonho começou mas não vai terminar aqui.

... porque as coisas boas sempre se repetem!!

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Não vá embora


Uma vez recebemos um anjo em casa.
Ela veio de fininho, com suas asas cheia de cores, com seu rosto sereno e um sorriso sempre estampado.
Ela era linda!
Lembro que ela ficou por aqui nem mais de uma semana e que logo retornou para onde surgiu.
Lembro também de vê-la andando a noite pela casa, e seguindo seus passos eu logo percebia de olhos fechados que ela estava do meu lado. O vento que antes soprava frio, se esquentava e antes de abrir os olhos, eu sentia um beijo singelo no rosto de boa noite, e assim ela voltava para seu aposento, que na verdade nem era seu.
Mas ela se foi.
Nos comunicávamos através de pensamentos e eu ria sozinha quando lembrava das diversas caras que ela fazia só para nos deixar mais feliz.
Eu adorava em silêncio os abraços repentinos que ela nos dava e sua mania de achar tudo e todos LINDOS!
Esse mundo que ela ver, onde todas as pessoas são lindas, é o que procuro entender.
Pedi tanto para que esse anjo voltasse para me ensinar a enxergar isso!!
Ela veio de mala e cuia e ficou no quarto da minha irmã.
Eu me perguntava o porquê dela ter ficado lá, mas resolvi deixar essa pergunta de lado porque eu estava muito alegre só de saber que ela estava no quarto ao lado e que agora iria me ensinar não só enxergar cores num mundo pálido mas como tocar harpa também.
Ela ficou aqui mais que uma semana.
Eu adorava passear com ela por ai. Era divertido e ela não tinha vergonha de pagar 'mico' só para nos ver sorrindo.
Posso dizer que ela era a música que faltava na minha vida.
Suas palavras disconexas, suas piadas sem noção, sua cara dramática e o som, aquele som que agora vai me fazer falta, porque ela está indo embora amanhã.
Hoje entendo que os anjos podem até ficar mais tempo no nosso lar, mas para isso temos que querer muito e em conjunto.
Na próxima vez que ela voltar, eu quero que ela fique no meu quarto.
Vou trancar ela lá, porque assim terei a certeza de que ela não vai mais ir embora, porque eu sei que preciso dela aqui, mas não sei do conjunto, eu só sei de mim.

===========
Post dedicado a Caroline Baldin
Eu acredito em você Luluh!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Just memories


I prefer to take your best smile
that one when I arrived

We were trying to figure out some way of being together
I moved to your city
Found out a place to stay
We had some days of fun
but then you didn't give a shit

I had a big fight with myself
trying to understand your bad mood
You were darker than I could imagine
The way I'm too sensitive
made me weak and forceless

Now I'm going to north
before we get mad with other
I don't wanna get hurt anymore
No more fight
No more affection
Just memories

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Estações

Hoje estou Ana Carolina,
Amy Lee, Clementina.
Estou doente, cancerígena
nada contente.
Angustiada que dar marcas
de ver pichada no pulso
as feridas estampadas.
Hoje estou ansiosa
mais para extravagante
do que silenciosa.
Hoje adormeci acordada
sobre anestésicos
Ouvi palavrões,
soluços histéricos!
Hoje tenho raiva de estar esquecida
de não ouvi você me procurar,
de estar enfraquecida.
Hoje estou Ana Carolina
e o amanhã já não é mais meu.
Jatobá, Francisco, Romeu...

======
Poesia do meu perfil em Recanto das letras

terça-feira, 24 de novembro de 2009

500 dias com ela - resenha



por Gabriella Lima

500 dias com ela (500 days of Summer)

"Extremamente delicioso e foge do clichê felizes para sempre."

"Zooey Deschanel está incrivelmente apaixonante neste filme."

O romântico Tom tinha uma certeza convicta de que uma vida só seria completa e feliz
quando tivesse ao seu lado seu grande amor.
Até então sua vida era apenas uma rotina sem sentido, onde trabalhava em um emprego que na verdade nem era seu grande sonho (ele era escritor de cartões comemorativos).
Um belo dia ele se depara com uma nova assistente de seu chefe e para ele, foi amor a
primeira vista.
Encantado com a beleza de Summer, eles acabam fazendo amizade, e nesse meio tempo ele
percebe o quanto seus gostos eram parecidos e ali ele tem a certeza de que ela era o amor que faltava em sua vida.
Porém, Summer não queria compromisso sério, mesmo curtindo aquela relação "casual" na qual eles entraram num "acordo", mas no fundo, Tom estava confuso, pois ele queria algo mais consistente.
A história é contada de trás para frente, em forma de lembranças. É divertida, doce e nos deixa uma mensagem clara, de que amor não tem explicação, e que almas gêmeas é algo muito mais recíproco do que imaginamos, e que para isso acontecer, a outra parte tem que sentir o mesmo também.
Você já amou intensamente sozinho? Já tentou entender o porquê dessa pessoa não ter se apaixonado por você da mesma forma?
Então faça-me o favor de assistir 500 dias com ela que você entenderá e verá que a vida continua com ele (a) ou sem ele (a).

Atores: Zooey Deschanel, Joseph Gordon-Levitt, Minka Kelly, Clark Gregg, Geoffrey Arend, Chloe Grace Moretz, Matthew Gray Gubler.

domingo, 22 de novembro de 2009

SUA INFANTILIDADE


por Wagner Rocha


a sua infantilidade é quem lhe faz ser assim
tão inconstante, indeciso e inseguro de si
você confunde a arte com a pureza do amar
sente ciúmes do nada e põe-se a delirar

seu manifesto foi claro e importante pra
mim
fez-me ver quem você era pondo a espera
um fim
acreditei em seus versos quando falava de
amor
chamei-lhe de alma gêmea de seu jardim
fui a flor

belas canções dediquei cheias de encanto e
paixão
mas vejo que me enganei ao dar-lhe meu
coração
quem sabe agora eu aprenda a não mais
me entregar
buscar o desconhecido de alma acreditar

amar alguém que não sabe o que realmente
sente
hora me chama de amor hora se torna
ausente

o que mais me entristece é ver que está
iludido
buscando em outros braços conforto paz e
abrigo

quero que seja feliz junto a quem hoje está
não se preocupe comigo consigo me
levantar
tive momentos difíceis passei por decepções
você não é o primeiro já tive desilusões

vou continuar meu caminho buscando a
felicidade
alguém que me valorize com toda a
sinceridade
seguirei o meu destino ao lado de outro
amor
dedicá-lo-ei com carinho esta mulher que
eu sou

==========================================

Em breve Wagner Rocha lançará seu primeiro livro de poesias.
Aguardem!!!

ARREPENDIMENTO


(...) Me arrependo das coisas mal feitas.

postado no Recanto das letras.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Em Drácula


" Que Deus me preserve, pelo menos por causa daqueles que me são caros!"

Jonathan Harker

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Bring me to life

O título é bastante sugestivo, " Me traga a vida".

Bom, o que fazemos quando uma nostalgia nos pega de jeito?

Postei um vídeo com fotos e eu cantando Bring me to life e relembrando momentos Enfart.
E só de saber que a Amy esteve aqui em solo paulista... ai ai.

Bom resto de semana a todos.

Mil beijos.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

O SEGREDO

Hey Pessoal!
Já fazia um tempinho que não escrevia crônicas mas voltei com tudo.
Confira o segredinho de Lucinha para não perder as esperanças no tocante "emprego" e divirta-se com uma leitura descontraída e divertida.

http://recantodasletras.uol.com.br/cronicas/1908072

postado no recanto das letras.

Otimo final de semana a todos!!
Um grande beijo,
Gabi

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Feels like home

Something in your eyes makes me want to lose myself
Makes me want to lose myself in your arms
There's something in your voice
Makes my heart beat fast
Hope this feeling lasts the rest of my life

If you knew how lonely my life has been
And how long I've been so alone
If you knew how I wanted someone to come along
And change my life the way you've done

Feels like home to me
Feels like home to me
Feels like I'm all the way back where I come from

=================
Precisaria dizer mais?
Boa semana pessoal.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Tomates verdes fritos

Engraçado como ando inspirada, mas uma letra que tento escrever uma canção, parece ter ficado agarrada na garganta. E ela sabe que preciso de ajuda...

Essa semana estava tão sedenta da Veronika, que li sua historia em dois dias.
Fiz uma resenha bacana sobre que postei no recanto das letras e no skoob.

Hoje assisti um filme que aparentemente tinha o nome mais horrível que já li, mas que me fez me emocionar.
Posso te convidar a lê-lo?

http://recantodasletras.uol.com.br/resenhasdefilmes/1901823

Deixo um grande beijo aos visitantes.
Ótima semana para nós!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Site Skoob


Hey pessoal!
Estou fazendo parte também do site www.skoob.com.br
Funciona feito o orkut mas voltado para leitores.
É muito bacana.
Me add:
http://www.skoob.com.br/perfil/gabriellalima

Um beijo.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Seu rosto


Oh! Como venta isso aqui
e os aviões de papel
não alçam vôo

Oh! Como venta isso aqui
e eu da sacada
olhando as luzes artificiais

Oh! Como venta isso aqui
e eu vendo seu rosto
estampado em vitrais...

domingo, 25 de outubro de 2009

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

É pedir muito?


[ Eu cantando para você ]

Foi a primeira vez que senti esta solidão
Eu queria alguém que pudesse curar esta dor
É engraçado quando você pensa que está tudo bem
até que você escolheu ela e não a mim
Você é tão sem noção
Eu acho que estava bem até o ponto
que você não me ligou
quando você disse que iria
Eu finalmente entendi que vocês são todos iguais
Sempre vêm com o mesmo tipo de história

Toda vez que tento fazer você sorrir
você sente pena de si mesmo
Toda vez que tento fazer você rir,
você não pode
Você é muito difícil
Você acha que ama pouco
Isso é pedir muito?

(...)
Você não consegue perceber
que mente para si mesmo?
Não se pode ver o mundo
atraves de um espelho
Esta rotina ficará para trás quando a fumaça passar
Pois eu? ... eu continuarei aqui.
Sozinha e sem você.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Dying perfectly

Parte de uma letra que escrevi que ainda não virou música.

... did I hear right?
No.
I wouldn’t forget all those moments we had together
and I wouldn’t care if I pass away tonight
‘cause I’ve just found a reason of dying perfectly.

16/03/09

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Princípio e metade do fim

Cindy Matos
Romylla Oliveira
Thiago Marlon
Deivid Jr.
André Soares
André Rodrigues
Amanda Soares
Mariângela Baldin
Charles Couto
Marcos Naves
Érica Bouzas
Wagner Rocha
Waleska Zibetti
Amy Lee
Peter Giovani
Deysimara Monte Alto
Williane Ribeiro
Maria Aparecida
Helena Souza
Suzana Barbi
Fernando Fonseca
Letícia Maria
Caroline Leite
Kalinque Jaime
Thassyo Bernardo
Débora Aquino
Simone Perciano
Melissa Schultz

...continua.

domingo, 11 de outubro de 2009

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Vício com asas


Carta de Thiago Marlon para Gabriella Lima

Vício com asas

Surge de repente como experimento alheio
que aos poucos encontra compatibilidade
com suas idéias e emoções, e quando tardia,
já está contaminado por tal indefinição

Você aprende a cuidar desse vício incurável
que crescer com as experiências da insana alegria
e da tristeza sóbria;
Que deslumbra transparência no obscuro,
de sujidade bela no absurdo

Esse vício, que na passagem da simples aceitação
para êxtase necessidade, descobre-se vírus e eleva
ao vento para novas infecções

Esse "vício com asas" nomeada AMIZADE,
de idas e vindas, partidas que não se movem,
vôos eternos, repentinos, mas memoravelmente fixos,
deixam sequelas abertas para que uma nova amizade
surja e equalize.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Veneno lento


A menina jazia mórbida no leito que não era seu
Portava um coração na mão direita que ainda pulsava

Tentando estancar o sangue com a mão vazia
Pelo assassinato ela se lamentava

Triste fúria de uma incerteza barata
Procurava um veneno lento: Um amor

(28/04/09)

photo by G.Lima

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Sem perguntas, sem respostas...


Na última vez que nos encontramos, eu afirmei perguntando o porquê de não conseguir ler a sua mente, e você com um único olhar perdido num horizonte que eu sabia que eu não estava presente, negou respondendo que não sabia o motivo; eu não acreditei.
Chega uma hora que canso de tentar fazer de tudo para que nossa relação funcione.
Você nunca fez questão que eu fizesse parte da sua vida, não inteiramente, e isso me incomodava, porque eu achava que dividir a minha, completava a sua, mas eu estava enganada.
Hoje as coisas parecem tão diferentes e só nós que continuamos os mesmos nesse vai e volta, sem perguntas, sem respostas...

=========
Contando nos dedos.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Eco planet


Repassando um e-mail bacanézimo que recebi a pouco. Ajudem-nos na divulgação também.

A google lançou um novo site de busca na internet, chamado eco4planet, com a mesma tecnologia e qualidade de busca. As novidades:

- A cada 50.000 consultas uma árvore será plantada, e fica disponível no portal o número de mudas atingido.
- O fundo preto da tela, que a princípio gera estranhamento, acaba por descansar os olhos e economizar 20% da energia do monitor (as práticas
responsáveis quase sempre acumulam vantagens).
A iniciativa é nova (a contagem das árvores começou mês passado), e vale a pena divulgar.

http://www.eco4planet.com/pt/

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Closer


"Love is an accident waiting to happen
Desire is a stranger you think you know
Intimacy is a lie we tell ourselves
Truth is a game you play to win
If you believe in love at first sight
you never stop looking closer..."

do filme Closer

photo by Daniela Machado
site: http://www.flickr.com/photos/dannymaktub/

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Crise climática


Uma verdade inconveniente - A crise climática

Ás vezes precisamos ver ou estar no final para voltarmos ao início, para refletir o motivo de estarmos passando por certas situações.
É assim em todos os sentidos, tanto na área da saúde, emocional, espiritual e também quanto á crise climática que não é de hoje que ela vem gritando por socorro, clamando por ajuda.
A menos de dez anos estamos vendo a olho nu, sentindo na pele, a selvageria com que a natureza tem respondido aos mals tratos que nós, seres humanos, temos feito a ela há séculos.
Eu, particularmente, não tiro sua razão para tamanha revolta, afinal, ela sempre esteve aí, nos proporcionando beleza, alimento e paz.
Uma verdade inconveniente, uma palestra ministrada por Al Gore, nos trás a realidade que a mídia, de certa forma, tem nos escondido, ou por alguma "prudência", tentando não alarmar a civilização. Mas o fato é que se a humanidade não abrir os olhos de verdade e se unirem, não só os animais e plantas estarão em extinção, como os humanos também não estarão por aqui para contar essa história.
Infelizmente a batalha não será breve, levará tempo e precisará de muita paciência.
Temos que nos lembrar que o estágio climático em que entramos, não foi coisa de um ano, nem uma década, portanto o tempo para revertermos isso, se é que posso dizer "reversão", levará anos também e o mais importante é não deixar para amanhã, pois o processo contará com uma união eminente da humanidade.
Primeiramente devemos nos conscientizarmos de que cada um fazendo a sua parte, ajudará grandemente no processo de salvação do planeta terra, e de que não é bobagem evitar certas coisas, como: o uso do carro, trocar as lâmpadas incandescentes para as fluorescentes, reciclar mais, evitar usar água quente, plantar uma árvore, dentre outras coisas, sem contar que divulgar a palestra de Al Gore é um grande passo.
Ajude a salvar o planeta que será de seus netos amanhã.
Uma humanidade unida viverá por muito mais tempo.

Acesse o site oficial do documentário e divulgue.
http://www.climatecrisis.net

direção: Davis Guggenheim

Resenha publicada no recanto das letras:
http://recantodasletras.uol.com.br/resenhasdefilmes/1838980

photo by G.Lima

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Curta metragem

Minha primeira participação em uma curta metragem amadora



Cindy, novamente isso é para você.
Fotos, filmes... Sua pessoa tem vindo a tona nesses meus novos lados.
I miss you my friend.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

O ser humano


Você consegueria me dizer como uma pessoa marca a outra? Seja lá como for?
Com pensamentos agradáveis, momentos engraçados, conversas cabeças ou briguinhas charmosas... Como? Como marcar o ser humano?
O curioso é que a cicatriz sempre perdura quando esta foi dolorida, feia, chata.
Novamente me pergunto por quê...
Entramos e saimos da vida das pessoas como se entra em uma loja de conveniências e ás vezes até batemos a porta sem querer querendo.
(...)
Perdi a linha do meu raciocíonio agora vendo umas fotos antigas no meu empoeirado relicário.

Mas enfim... eu ando lendo, ando revendo e conhecendo pessoas e o mundo delas me agradam.
Tem cheiro de conhecimento.

Cris, minhas saudações hoje são para você.

O ser humano me inspira!!

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Making of

Visitem meu canal no youtube:
www.youtube.com/roxy22star



Semana que vem postarei fotos da abertura da exposição Mário Rocha.. Aguardem.
Um divertido final de semana a todos.
Abraços

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Exposição Mário Rocha - Goval MG


Olá pessoal,

Conto com vocês para a visita da exposição Caminhos da Memória: Preservação e Difusão do Arquivo Mário Rocha. Esta mostra faz parte da Jornada Mineira de Patrimônio Cultural que tem o objetivo de despertar as comunidades para a importância do nosso Patrimônio Cultural.

Trata-se de um esforço importante de preservação e difusão da nossa cultura e da nossa memória. São fotos e documentos textuais que contam um pouco da história do Vale do Rio Doce e de Figueira do Rio Doce.

De 14/09 à 21/09 a partir das 9:00 hs indo até 18:00hs, no anexo da Câmara de Vereadores, no Espaço Cultural.


Saudações Culturais

Coordenação: Jaime Luiz Rodrigues Júnior

domingo, 13 de setembro de 2009

Fotografia


Como você se porta aos elogios?
Se você fica contente, está sendo convencido; se você finge indiferença está sendo metido,
e ai?
Bom, mas isso não é a questão do post de hoje...

Bom, tenho descoberto outra paixão!
Fotografia.
Estou fazendo um album lindo no orkut e o convido a dar uma passadinha por lá.
Descobri também que atirar de rifle e andar de barco remando é terapia.. ainda mais quando se faz sozinha, alias, você e a natureza.

Voltando a falar de fotos, me pego relembrando de um talento nato de uma pessoa muito importante na minha vida, minha fotógrafa favorita: Cindy Matos.

Esse post é totalmente para você.

Desejo desde já uma semana maravilhosa a todos.
Muita inspiração para nós!

Edward

You are my Edward and I'm hungry of you.

Let me try one thing!

sábado, 12 de setembro de 2009

Dez dias



Então nós colocamos um fim nisso desta vez
Eu não sou mais sua e você não é mais meu
Você disse que esse morro parece muito íngreme
Se eu não estou ao menos certa, sou eu quem você quer manter
E se passou dez dias sem você ao meu alcance
E a única vez que eu tenho te tocado é no meu sono
Mas o tempo não tem mudado nada
Você ainda é o único com quem me sinto em casa
Eu tenho tentado cortar as cordas e
Eu deixo você ir mas você ainda é o único
com quem me sinto em casa.

Você não me contará sobre isso da próxima vez
Se eu estou indo embora, seu coração está vindo também
Porque eu sinto falta das duas mãos e da sua face
Quando eu voltar, vamos desaparecer sem deixar um traço.
Porque se passou dez dias sem você ao meu alcance
E a única vez que eu tenho te tocado é no meu sono...

You can be sure of it...

Agora fala que a Missy não escreve canções para nós?

Bom final de semana a TODOS!

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Novidade

Estou aqui mudando de template e clariando não só ele, como minha vida também.
Tudo tão gostosinho que fico até com medo rs.
Pessoas se achegam logo agora que estou de partida.. Ironia.

Um belo e inspirador final de semana.. porque o meu promete!
Música, chêro e um bom papo para todos!!!

Beijo enorme.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Deixar para depois (?)

Ás vezes brincamos demais com os sentimentos alheios, nos fazendo de bobos.
Me pergunto sempre o porquê disso tudo... o porquê disso tudo...

(...) Não vale a pena você ficar procurando quando já sabe que já encontrou... e depois cospe no prato que ali arrumou, e degusta uma não inspiração fria e lenta.

Aos seguidores: não façam o que digo e muito menos o que faço.

Só eu sei o quanto tenho sofrido por amar pessoas, coisas e objetos na forma mais torta, mais boba e mais psicótica que já se pode amar, idolatrar.. e para quê tudo isso?

Eu te faço essa mesma pergunta.

E você leitor, está esperando o quê pra correr atrás do milho perdido?
A não ser que você tenha plantado batatas.
Aí seria batatas perdidas...

Até quando?


Até quando você vai continuar mexendo com todos os meus sentimentos?
Que merda cara.
Ontem meus pensamentos voaram longe demais.
Demais mesmo...

tu.tu.tu.tu

terça-feira, 8 de setembro de 2009

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

terça-feira, 1 de setembro de 2009

domingo, 30 de agosto de 2009

Suzana Barbi - Felicidades!!!


Hoje, uma pessoa fenomenal colhe mais uma florzinha.
Transformando assim, seu percurso de vida no mais belo jardim.
Ela me enriquece e me inspira.
Seu nome que com S começa, de tanta saudade que sinto, saudades sem fim.
Hoje, uma pessoa que a pouco conheci, recebe beijos e abraços.
Telefonemas e visitas.
E de mim esta simples poesia que a minutos escrevi.

Susu, Feliz dia! Feliz SEMPRE!!!
Te admiro muito mulher!!

sábado, 29 de agosto de 2009

Brinca demais


Mesmo sabendo que você começou a me chamar a atenção quando já
estava com os dias contados, eu gritei.
Gritei muito!
Berrei aos céus para que tirassem você dos meus pensamentos, porque aquilo
que eu achava ser amizade, se transformou em um desejo que acabou virando
paixão.

Criei melodias, músicas, histórias que nos imortalizassem, na tentativa
de salvar aquele gostinho de um beijo seu, do seu toque suave
e os sussurros noturnos.
Rasguei depois todas as folhas...

Hoje não tenho mais ninguém para encarar nos olhos
e sinto saudades das chamas que saiam deles.
Meu sangue. Meu chocolate.
Você!

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Fernando Fonseca - Entrevista



Ainda levando a mesma idéia dos pintores impressionistas, que levaram o crédito por terem LIBERTADO a pintura da idéia de que a ARTE é feita segundo REGRAS e fórmulas predeterminadas e impostas de fontes externas – que tendem a esmagar ao mesmo tempo a personalidade e a cultura, o trabalho de Fernando que para alguns soam como distração ou apenas algo que surge no branco, é muito mais que isso. É uma arte moderna, que para nós, leigos, podemos até ousar em dizer que é uma manifestação sem nexo, fria, um gosto por traços e tinta guache, mas sabemos que artistas não estão nem um pouco interessados em se enquadrarem a algum tipo de rótulo, pois sabem que a arte, seja lá qual for, se torna lembrança duma época.
Esse é o trabalho deles, de imortalizarem sonhos, sentimentos, um momento. É neste tipo de impulso que o homem sensível tende a atingir o inalcançável, o perfeito.

E você? O que vê nesta figura?
O que enxerga quando se olha ao espelho?
Eis aí a idéia.

Tive o prazer de quebrar a rotina do final de semana do casal mais descolado e humilde que já tive contato.
Fui gentilmente recebida por Suzana Barbi (escritora) e seu esposo Fernando Fonseca. Enquanto o via preparando o café da manhã, em meio a uma conversa simples, porém prazerosa, Fernando ia soltando sutilmente respostas para uma curiosa e nova admiradora das artes plásticas.

Gabriella Lima: Quando foi que você começou a pintar?
Fernando Fonseca: Aos doze anos quando peguei tintas de minha tia e um pano para reproduzir um desenho folclórico nordestino. Era uma rainha.
G.L: Você ainda tem essa pintura?
F.F: Ah não! Ficou na casa de minha mãe e depois dela ter se mudado, deve ter se perdido. Mas os desenhos de infância ainda tenho alguns.
G.L: Mas o que o levou a pintar?
F.F: Sempre gostei de desenhar e pintar. Tive uma tia que era excelente artista plástica.
G.L: Você já teve outros trabalhos fora da pintura, mas o fato de dar ênfase na arte só veio agora?
F.F: Não não! A arte sempre foi paralelo. Viver da arte é um sonho. Mas como vivo sempre fazendo outras coisas, eu não sei dizer. Mas a grande vantagem disso é a liberdade. Não preciso seguir mercado nem nada. Mas a desvantagem é que o desempenho é bem mais lento, porque você tem que dividi-lo.
G.L: Você já expôs em algum big evento suas artes? Onde?
F.F: Já ganhei o salão jovem da Pirelli, o que criou o Maspi, o museu de artes em São Paulo.
G.L: Já ganhou algum prêmio?
F.F: Fui premiado no salão nacional da Funarte.
G.L: Qual é o seu publico?
F.F: Não tenho publico. Quem gosta compra, quem não gosta acha interessante e pronto.
G.L: O que te inspira?
F.F: Tudo! São detalhes na revista, uma idéia que leio em algum livro, o que vejo na rua... A inspiração é múltipla.
G.L: Artistas que admira.
F.F: David Hokney, Philip Gusium, Juares Costa, Ferrari, Eri Gomes.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Vim para ficar


Hoje ela resolveu dar um sumiço, arrumou alguns calos nos pés e decidiu morrer de amor.
A dor física estava muito insuportável.
Hoje ela resolveu se calar e pedir desculpas, mesmo sabendo que a resposta seria falsa, e foi.
Arrumou suas malas e correu ao seu encontro.
Recebeu um Não Sei como boas vindas e mal sabia o sentimento de arrependimento que preenchia seu coração naquela noite.
Esperou por um convite, mas só ficou na espera.
Hoje ela está mesmo de malas prontas, mas dessa vez para dizer: Eu vim para ficar.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Te quero


Te quero todo dia
Te quero toda hora
Não sabia que querer-te tanto
me causaria tamanha melancolia

terça-feira, 18 de agosto de 2009

A message 4u


Está tudo aparentemente bem, amor.
Quando você disse que me seguraria pelas mãos, eu fielmente acreditei.
Gastei dias esperando por um reencontro nosso, mas você fazia de tudo para ajudar o destino nos separar.
Já percebeu que tudo tem conspirado contra nós?
Pois saiba que estou de casamento marcado e a despedida de solteiro está com dias contados.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Psiu


Porque você nunca sabe se está mentindo ou se prefere fingir que acredita...
Hoje quando você me disse que "we both make ourselves good" ganhei meu dia.
Eu precisava saber que ainda posso amar de novo.. você tem me feito perceber isso.
Te agradeço?
Não!
Apenas permaneça assim, suave!
Gosto disso.


Ahh, e para vocês que me observam?!

Rá!!!
* lingua*

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Agradecimentos ás Baldin's


Boa noite dona Margareth e minhas meninas CaDol e Baby =]

Sinceramente não há palavras para demonstrar o agradecimento enorme que tenho para com todas vocês lindas em seu tempo; uma tímida, outra confidente e ainda temos uma mau humorada "wannabe"... Cada uma com seu jeitinho, sua marquinha e amei cada detalhezinho, tanto de vocês, como do teu lar, pequeno e aconchegante..
Dormi tão bem e quentinha na caminha da babyyy!! (lágrimas)..
Pude acordar e bater na porta da Carol e dizer bom dia e receber um lindo sorriso tímido.
Pude tbm acordar e dizer Bundia BABY da babãeee e ver aquela carinha de desdém que incrivelmente não sei como ela tem aquilo, mas como "mãe" ama o filho de qualquer maneira, eu ainda me atrevia a ir dar um beijinho na testa e dizer "BOM DIA viu?" e ela sorria...
Pude passar uma tarde RICA de muito papo com uma dona charmosana do sutaque gostoso sabe? de me sentir íntima em questão de horas e ainda depois ser chamada de nova amiga.. isso foi mesmo lindo.
Obrigada por abrir as portas de sua casa e tbm do coração de vocês, e receber uma estranha amiga que agora posso bater no peito e dizer: Me sinto uma Baldin e sinto falta de vcs e tbm do cafezinho aromatizado.. ohhh coisa chique benhê!.. Das gargalhadas da Avó lindona, super gatan e jovem!! mesmo nao tendo jogado uma partida de baralho.. (consegui fugir dessa) haahahah Sabe como é né? mente hiperativa é complicadíssimo sentar e focar em algo novo ou que requer algum tipo de raciocínio.. ohh como sofro!!! mas sou feliz assim ahahahha
Queria muuuito poder roubar todas vocês para perto de mim, mas saibam que as portas quentinha e humilde de minha casa estão abertas, e PORFAVORRR não sumam da minha vida.
Obrigada por tudo!!!

ps-Baby, tiNhamu s2

É impossiverrr nun dizer isso manooo ahahaahahaha

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Sorria



Tudo muito bom, até a fobia noturna me abraçar, e ainda alguem pede para eu ir ali, abraçar aquele ser pequeno indefeso.. mas não quero acordar.
Eu preciso é dormir...

Xu, saudades.. to ai sexta.

domingo, 9 de agosto de 2009

Intocável


Estava eu perdida em ruas iluminadas ao seu lado
esperando cegamente um tocante sincero
mas as palhaçadas roubavam as cenas
Nunca plantei ser tola tanto como naquela noite
pensando na chance em te deixar a vontade
E interrompida por vários "não me toques", eu me calava por mais dez mil anos, esperando por dez mil reais como prêmio.
Não saberia dizer se sou por demais pegajoza ou se carinhosa cairia como uma luva numa definição
Mas um dia aprendo a dizer em silêncio, o quanto amo você.

=====
Ainda viajando, pensando.. ainda a mesma.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

E ela se revelou...


So many days
Have gone by without a trace
I don´t know what to do or say
Too many ways
For you to come and stay
In my mind i waited for you
But there was one thing i forgot to say
Dont think im changing for you
And never ever
Will you hear me say
That i can´t make it alone
You just cant change it now
Not before we see that it has
Gone through the window
Out it´s side
Never again to be seen
Lost and confused
Dont know where to go
Dont know where to go...

Férias!
Estou de férias de nós!

sábado, 1 de agosto de 2009

Trechos de Ktrina


Eu sou forte como meu temperamento
Explosiva como meus pensamentos
Eu sou um cometa!

Never, Ne-ver mess with my love.
Bom final de semana

quinta-feira, 30 de julho de 2009

My night sky

Ei, volte aqui, não tenha medo
Os meus olhos não escondem segredos
Eu sou assim mesmo
Ei, volte aqui, aonde pensa que vai?
Logo agora que sentou à minha frente e diz
que o vento leva o meu cheiro até você
Mas tenho que confessar
Achei que iria ser mais fácil
Detesto imaginar
A possibilidade de fracasso
É que eu tenho que derrubar os seus muros
Preciso desvendar esse teu mundo
Eu sei que vou desmoronar
Seus alicerces sempre tão seguros
Até você baixar a guarda
Dos teus olhos de escudo
Eu vou entrar, vou entrar
Teus olhos de escudo
Deixa estar, deixa estar
Ei, desliga não
Me deixa gastar mais o teu tempo
Me explica o que eu não entendo
Ei, volte aqui, aonde pensa que vai?
Logo agora que sentou à minha frente e
diz que o vento leva o meu cheiro até você

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Over

... porque o mundo está girando e eu continuo vivendo
Não vai ser certo se não estivermos nisso juntos
Diga-me que isso acabou
E eu serei a primeira a ir
Não quero ser a última a saber

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Being agressive

Backing to basics?? Tem horas que me bate aquela saudade mórbida de quando eu era fria e cética...

O sábado promete.

Bom, divulgando um dos eventos famosos aqui do rock de Valadares? Night of shadows

: BANDAS ::

- SILENT CRY (Gothic/Doom Metal)

- ATHEISTC (Symphonic Dark Metal)

- PARANOID PIGS (Black Sabbath - COVER)

- AMNOST (Death Thrash - Caratinga/MG)

no sesc club( ao lado do tiro de guerra)

Sabado a partir das 23 horas.

:: INGRESSOS ::

- ANTECIPADO: R$15,00 ou R$20,00 Ingresso + CD Atheistc "Killing My Religion", promoção válida apenas para venda antecipada nos pontos de venda (QUANTIDADE DE CDS LIMITADA)

quinta-feira, 23 de julho de 2009

" Minha loucura me levará ao sucesso..." G.C.Lima

Tenho produzido bastante e estar Ktrina hoje está me desgastando.. mas as vezes é preciso para uma boa obra.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Noite maníaca

Em nossas ilusões, renunciamos ao que possuimos pelo que esperamos possuir.
-Shakespeare

Eu nunca te tive mesmo!! Então...

Alguém me desligue pelamordedeus!?

Mês que vem você virá ao meu encontro, ou não? Estarei bem pertinho, para assim prestarmos nossas contas (?)

CND, sinto sua falta amor =***

Boa semana e beijos para quem comenta.

domingo, 19 de julho de 2009

Coffee, cigarettes and thoughts (?)


Ela se pergunta o porquê de ter acordado com tamanha felicidade depois de uns dias presa em um calabouço frio e escuro.
Ela estranha aquela sensação de vida.
Suas oscilações de humor tem arrancado sua juventude.
Que juventude de cera seria essa?
Ela ri do seu próprio filme e degusta de um mar de inspirações.
Corre Judy, Corre!
E ela tenta colocar tudo em ordem, já que aquela maré de assombrações se foi.

ps- Hoje acho uma tremenda graça dela.

Night of shadows chegando

sábado, 18 de julho de 2009

Auto-retrato




Dentro deste quarto eu vejo uma moça introspectiva que quase não fala
que sente medo da perda e que vive uma mentira
Do lado de fora você vê uma garota ansiosa, hiperativa, brincalhona e amiga
Que não fala tudo que pensa
que gosta de lilás e estrelas
Mas que odeia amar tanto
que sofre cala e aumenta sua dor...

30/06/08

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Delírio


Delirei a noite toda a ponto de mandar uma mensagem pro além e morrer de ânsia esperando alguma resposta.
Silêncio ensurdecedor.
Aumente a dose.

15/12/08
Delírio

Ao som da sua voz
Desligo o telefone
Ouço a solidão me chamar

Post no recanto das letras
http://recantodasletras.uol.com.br/poetrix/1336639

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Plantão SMS

Curiosíssimo as mensagens que tenho recebido pelo celular.

Quarta
"É sempre altamente enriquecedor poder aceitar outra pessoa"
-Carl Rogers

"E uma vez lançada, a palavra voa irrevogável."
-Horácio

E olha que foi em respectiva ordem. Parecia até uma continuação.
Como ando anestesiada, poderia pensar em supostos sinais...
Hoje acabo de receber mais essa:

"Quem só deseja demonstrar que está certo, termina por agir errado."
-Paulo Coelho

Se eu FOSSE paranóica, diria que alguém está mandando a TIM me enviar isto (?)



Morro de rir...

segunda-feira, 13 de julho de 2009


"Muitas vezes nos refugiamos no futuro para escapar do sofrimento.
Imaginamos uma linha na pista do tempo, e pensamos que a partir desta linha
o sofrimento presente deixará de existir. Mas Tereza não via essa linha diante de si. Só podia encontrar consolo olhando para trás..."

Ainda lutando, ainda tentando sair dessa. Estou conseguindo, você vai ver só.

sábado, 11 de julho de 2009

Only a fool



Porque apenas um tolo faria isto de novo
Apenas um tolo deixaria você voltar
Não há restos seu para embaraçar
Não há palavras que faria se sentir salvo
Amor é um dom, teimoso e selvagem
Eu fui armada com a fé de uma criança
E você foi minha alegria, você foi meu amigo
Não há como voltar lá de novo

Então você diz que eu preciso considerar isto
Foram suas, as expressões que eu não consegui resistir
Foi seu, o fogo para as chamas em meu coração
Foram minhas, as palavras que nos separariam...

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Alma se excita...

" O que excita a alma é justamente ser traída pelo corpo que age contra sua vontade, e assistir a essa traição."
pag.158 - A insustentável leveza do ser.

Confesso que estou lutando para terminar de ler este livro. Já não vejo mais respostas nele e pouco me importa o fim de Tomas. Mas e a curiosidade? O que faço com ela?

Bom dia amantes!!!

terça-feira, 7 de julho de 2009

Primeira vez (?)



Ok. Vamos lá.
Pela primeira vez, (acho) que vou escrever algo sobre meu cotidiano (?)

*Depois de aproximadamente uns 6 meses sonhei com você outra vez...
Acho que foi o nosso papo de ontem X.X

*Fotinha do rock de domingo passado.
Naty candangaaaa. Até que ficamos felizes ai né? haahahah

*Carol, que palhaçada é essa você desaparecer? E que post satânico foi aquele lá no teu blog?
Afff. Estou brava ta? Não te canto mais lalalalal chata

*Postei episódio novo no blog de One Tree Hill
www.lancesdavidacronicas.blogspot.com

*Cnd, faça logo um blog porque você sabe que amei os textos. Arraza amiga =]

*Lelah.. pára de falar coisas "obsenas" no meu orkut porque já viu né? haahahaha e sobre o chazinho, não enrole.

*Thulio, fiel blogueiro. Obrigada por passar aqui sempre.

*Wagner, a você agradeço por me salvar, quando leio seus poemas, e muito mais quando me vejo neles. Te admiro demais!

Pronto, já chega de notícias haahahah Bom dia a todos!