quarta-feira, 25 de março de 2009

Um trecho de Fausto - Goethe


(Fausto folheia o livro impaciente e observa o sinal do Gênio do Universo)

Que eflúvio distribuis pelo meu corpo exangue!
Tu, Espírito da Terra, aqui de mim tão perto;
Sinto que as forças nascem em franco desconcerto,
Como se um novo vinho escaldasse o meu sangue.
Dá-me força a, no mundo, em louca ansiedade
Trilhar muitos caminhos e a felicidade
Buscar sozinho em meio a tanta tempestade;
Nem temer do naufrágio a mor calamidade!
Há sombras a bailar nervosas em redor.
Da lua, a luz aos poucos lenta desvanece,
Da lâmpada o clarão enfim desaparece,
Fumega tudo em volta! E rubros raios fulgem
Em redor da cabeça! E impiedoso sopra
Do alto um calafrio,
Que me domina e envolve!
Eu sinto, paira em torno o invocado Espírito!
Revela-te! Revela-te!
Ah! Meu coração aflito!
Por novas emoções
Todos os meus sentidos vibram em convulsões!
Meu coração se entrega... é teu, visão perdida,
Surge, surge, embora eu perca a minha vida!

Fausto Werther de J.W. Goethe

==============================
POST dedicado a Isabella (Bel)