domingo, 30 de janeiro de 2011

Mypollux




Boa noite pessoal!
Ufa! Que semana tensa! Mas esse momento tenso foi muito bom.
Mudei de emprego, e este sim posso chamar de emprego né? Enfim, trabalhar com
quem sabe trabalhar é excelente.
Percebi que aprendo "qualquer" coisa em três dias... ou melhor, 5 dias.
Ontem já comecei a trabalhar sozinha no hotel e essa correria tem sido bacana. Realmente preciso treinar trabalhar em horários
diferentes, finais de semana e feriados.

Bom, reenviei novamente o livro para a diagramação. Vamos aguardar.
Quero muito que ele já saia as vendas no final de fevereiro.
A previsão para o lançamento em Valadares será para o mês de maio.
Eu havia dito no perfil do livro no orkut que existe uma possibilidade dele ser lançado em Belo Horizonte também, mas no mês de junho.

Ando entrando menos na internet porque ando realmente no rush, mas os e-mails são checados com frequencia. Não exite em mandar-me algum
comentário, ou alguma sugestão. Esses dias recebi um email de uma moça que acompanha este blog. A forma como ela comentava sobre o
diário foi muito fofa. Ela está mais ansiosa que eu. Paty, obrigada flor. E calma, ele vai chegar até você logo ok?

Perguntaram sobre o eventual preço do livro. Gente, eu ainda não sei. Isso depende de quantas páginas ele vai ficar depois de diagramado.
Estou prevendo umas 115 páginas. O livro não deve passar de 30,00 reais não. O que vai pegar, é o frete.
Se você mora muito longe de São Paulo, combine com algum colega que curta o mesmo tipo de literatura, e comprem mais de um exemplar, acredito que o frete não aumentará tanto. Deve ficar mais em conta assim.

Na minha cidade, ele sairá no preço normal, sem frete. Isso porque trabalharei com alguma gráfica daqui.

Quero agradecer desde já pelo pessoal envolvido neste projeto, tanto numa forma direta e indireta. São eles (as) Thiago Marlon, André Soares, Juliana
Tozelli, Angélica Farias, Suzana Barbi,
(amigos companheiros) e Amanda
Sarmento
na revisão, Érica Si na capa e Layane Crispim na diagramação.

Essa vitória é nossa!

Deixo uma sugestão de banda "nova". Ouçam Mypollux, uma banda new metal da frança. E para quem curte algo mais leve, Dolly é uma ótima pedida.
Também francesa.
Ótimo domingo e início de semana para todos.
Segunda estou de "folga". Será que terminaremos a música Things you fear, hein André?? Já estou até com vergonha dos amigos. Há meses que venho tentando
terminar de gravá-la. Enfim, au revoir mes amis.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Para aqui!




Minha vida do nada, parou.

Esta foi a nova frase que postei ontem no Recanto das Letras.
Incrível como ela regeu meu dia que estava absurdamente negro.
Chegando próximo da noite, os raios e trovões tomaram conta.
Me segurei.
Como deve ser um "nada" parar?
Deixo essa análise para você leitor.

Um forte abraço e até breve

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Explorer por um momento



Tem este garoto, amigo, amante, amor, Thiago.
Engraçado como que uma coisa que deveria ser muito fácil de dizer, o falar da importância do outro em nossas vidas, o quanto elas são preciosas para nós e a riquesa que é tê-las por perto. Mas falar do Thi, do meu "orelinha linda", amante mesmo, desses que te entendem até a distância, que acredita em você mais do que você mesmo. É, esse rapaz.. esse rapaz. Posso resumir que te amo? Pois é, eu te amo de verdade.
Recebi esses dias um e-mail na qual ele disse ter escrito algo assim que conversamos ao telefone. Quero apresentar a vocês a mente do meu amado amigo, deste menino que entrou de mansinho em minha vida e que só sairá... não, ele não sairá.

por Thiago Marlon (ThigSaw)

Explorer por um momento
Estou totalmente offline de mim
Queria conectar minha mente com o mundo virtual
E expor minhas idéias e emoções
Sem medo de ser infectado por algum vírus
Deletei a possibilidade de que seriam os downloads de minha timidez
Pois encontrei em meus favoritos um assassino de sentimentos
Descobri que não posso limpar históricos da minha verdade
Mas busco através da pesquisa avançada
Um jeito melhor de entender o que quero de mim
Desejo fazer o login da vida
De modo a poder salvar e excluir meus momentos vividos
Ah!!! Como se fosse possível pedir o mundo para não evoluir-se.
Melhor eu voltar ao manuscrito
E dar um enter na minha felicidade.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Preto e branco de novo




Tenho mudado um pouco minha rotina, para não falar que mudei MUITO.
Voltei com as caminhadas matinais, assisto ao noticiário das 8am depois de um banho gelado enquanto degusto lentamente meu café da manhã. Acho que estou depressiva.
Ando insatisfeita com o trabalho que está uma bagunça, estou infeliz com os humanos e tenho fugido deles de uma maneira apavorosa. Nem meu namorado tenho visto mais. Ele não merece meu mau humor, porém, lá no fundo acho que a culpa é nossa. A gente é tão diferente!!
Tenho sido pega por um sono avassalador as 20hrs quase todos os dias. Para quem viveu 2010 a todo vapor, trabalhando muito, estudando a noite e indo dormir as 23hrs, hoje me encontro nessa inércia vermífuga. Eu só posso estar com vermes.
Comecei a tomar vitaminas, porque a ginástica de manhã não tem surtido efeitos. Preciso de energia. Preciso pegar isso que está sugando minha vitalidade. Eu sei o que é, mas como reagir nesta situação sem ferir os sentimentos alheios? Minha vida se complicou de novo.
Estou numa fase negra e cansei dessa escuridão. Eu tinha vida sabia? Me devolve ela sem reclamar. Devolve!
Eu vou gritar feito cigarra e vou explodir. Vou explodir essa ansiedade.
Eu queria ir para o Haiti ajudar aquelas crianças que tem o sorriso mais sincero e feliz que o meu. Preciso da ajuda delas. Preciso me sentir útil novamente.

P.S- Com uma simples ligação, ganhei energia para mais um dia.
Thiago Marlon, te amo.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Clarice Lispector




Este post é uma reprise do www.gabriellalimaus.wordpress.com

Dedicarei o texto hoje a Clarice Lispector, Beth Goulart e Rafaela Drummond (minha personagem em O diário idiota de Rafaela).
Como sabem, meu primeiro livro finalmente sairá neste primeiro semestre de 2011. Estou super contente. A Rafa começou a narrar sua história quando eu não suportava mais as brigas e gritarias de outras duas personagens vampiras do meu futuro romance Reencarnação vampirica.
A minha ligação com Lispector é curiosa, porque só fui ler seus trabalhos depois de ter recebido um comentário na qual falavam que a forma como escrevo lembrava o jeito de Clarice. Realmente meus personagens são excêntricos e ao mesmo tempo comuns. Portam de uma alma questionadora, que travam entre si, uma batalhe de pensamentos certos e errados, mas e o mundo lá fora? Como fica? Engraçado que são poucas pessoas que valorizam os detalhes e acho que é neste ponto que posso concordar que pareço com a Clarice. Nós conseguimos fazer de um simples fato, de um simples objeto, poesia.

De origem judaica, Clarice é aterceira filha de Pinkouss e de Mania Lispector. A família dela sofreu a perseguição aos judeus, durante a Guerra Civil Russa de 1918-1921. Seu nascimento ocorreu em Chechelnyk, enquanto percorriam várias aldeias da Ucrânia, antes da viagem de emigração ao continente americano. Chegou no Brasil quando tinha dois meses de idade.
Clarice Lispector começou a escrever logo que aprendeu a ler, na cidade do Recife, onde passou parte da infância. Falava vários idiomas, entre eles o francês e inglês. Cresceu ouvindo no âmbito domiciliar o idioma materno, o iídiche.
Foi hospitalizada pouco tempo depois da publicação do romance A Hora da Estrela com câncer inoperável no ovário, diagnóstico desconhecido por ela. Faleceu no dia 9 de dezembro de 1977, um dia antes de seu 57° aniversário. Foi enterrada no Cemitério Israelita do Caju, no Rio de Janeiro, em 11 de dezembro.
Além de escritora, Clarice foi colunista do Jornal do Brasil, do Correio da Manhã e Diário da Noite. As colunas, que foram publicadas entre as décadas de 60 e 70, eram destinadas ao público feminino, e abordavam assuntos como dicas de beleza, moda e comportamento.

Vou ser honesta a vocês confessando que não são todos os seus textos que eu compreendo bem e que gosto, mas Clarice soube usar sua mágica para se tornar eterna e única, e é isso que faz com que suas obras sejam estudadas em vários paises.
Hoje, Clarice é referência para muitos jovens que tem pensamentos próprios, que não tem medo de expor suas emoções e que acha belo o amanhecer nublado. Aposto que Lispector se emocionava até assistindo propaganda!
Clarice é amor, é a simplicidade, a inocência, a versatilidade, o belo e o feio. Clarice é a inspiração para poetas que pensam que esqueceram como escrever!

Fonte: wikipedia.com.br

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

O cartão de crédito

Sucesso no site do Recanto das Letras

O cartão de crédito (crônica)

_ Hoje vou extravasar amiga. Disse Luna.
_ Abafa, mas também vou. Estou a meses em um jejum ridículo por conta de um amor perdido e em busca de uma saúde, que na verdade vai acabar com bebida ou sem bebida. Retrucou frustrada Dilma.

_ Garçon! Duas doses do seu melhor whisky por favor.
_ Pega leve Dilma. Para quê duas dose duma vez?
_ HEL-LOOO! Uma é para você dãaaa.
_ Ah!

_ Gente! Esqueci o cartão de crédito!
_ Luna de Deus! Logo hoje que você me convida para afogar as mágoas você da uma dessas? Francamente.
_ kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (duas chapadonas caindo na gargalhada)

_ Júnior, fala com o pai para trazer minha carteira que deve ter ficado encima da minha cama.
_ Mas o velho saiu Luna.
_ Então traga você, oras! Preciso pagar a conta meu filho.
_ (...)

_ Amiga, vou te recompensar amanha. Almoça comigo.
_ Ah! Tudo bem. Estou tão frustrada com o Matheus que o que tiver de distração para mim é lucro.

_ Nossa que banquete! Olha só que variedade gostosa de saladas!! Arrasou Luna. É HOJE!
_ rsrsrs
_ Hoje você trouxe o cartão né?
_ Deixa-me certificar. (...) Xiiii. Trouxe sim sua tola!
_ Besta.

_ Quanto foi a conta moça?
_ 45,60
_ Ok
_ Crédito ou débito?
_ Pode ser débito mesmo.

_ (...) Ele não está passando.
_ Oras, como não? Usei-o ontem.
_ (...) Está dando erro.
_ Tenta crédito então.
_ Não acredito! Resmungou Dilma.

_ Você fica aí que vou lá em casa buscar o dinheiro que eu ia pagar a conta do telefone. Falou Dilma.
_ Ain amiga!

_ O que eu faço com você Luninha?
_ Me adota!
_ kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Duas sem noção rindo)

_ Francamente. Esta história teria sido mais engraçada se não fosse esse desânimo mental. Disse um terceiro.

www.twitter.com/gabriellaclima
www.formspring.me/msglima

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Apologia ao racionamento de água




Apologia ao racionamento de água publicado no site do Recanto das Letras

De frente ao seu bar, o dono lavava o chão tranquilamente.

- Me desculpe o comentário, mas eu não vejo ‘vida’ ai. Comentou uma jovem encostada numa árvore enquanto descascava sua maçã.
O senhor sem entender, fez um som com a garganta que pareceu um rosnado. Do que está falando minha jovem?
- Dessa água toda que o senhor está desperdiçando. Se fosse um jardim, até te entenderia, mas o chão? Ainda mais com essa ameaça em que estamos vivendo sobre não ter mais água potável no futuro…
- E vou deixar o bar sem limpar? Não dá pra receber clientes com o ambiente sujo.
- Eu sei, mas amanhã quando o senhor não tiver mais essa água ai nem para beber, serão dois problemas: a sujeira e a sede. Credo. Realmente não quero estar por aqui.
- Olha só, eu acho muito bonito uma moça tão jovem com essa mentalidade filosófica, mas deixe-me trabalhar, ok?
- Ok. Como o senhor quiser.

(…)

- Quer saber? Todo mundo lava a calçada, seus carros e coisas assim, por que EU tenho que economizar?
- Rá!! Sabia que iria questionar isso. Mas pensa bem, se todos continuarem pensando assim, com o umbigo, o amanhã vai chegar mais depressa, e ai? CO-MO-FAZ?
- Você tem razão. Disse ele desligando a torneira e pegando uma vassoura para continuar limpando o lugar. E agora que somos dois com esse seu "racionamento", acredita que teremos forças para economizar mais?
- Vou te contar um segredinho. Disse ela se aproximando. Só basta você influenciar mais uma pessoa. A corrente faz o resto.
- De onde veio essa garota? Ele se perguntou.

@gabriellaclima

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Retrospectiva 2010



Sabe quando você senta na beirada da cama, enxuga as lágrimas e decide parar de chorar? No início de 2010 foi assim. Logo depois, falei para mim mesma que o ano que estava se iniciando seria o início de um grande sucesso. Eu falava sério.
Escrevi num papel “2010 é o início de um grande sucesso que está por vir” e preguei no meu mural laranja. Todo dia de manhã eu olhava para ele confiante e sorridente. Pela primeira vez na vida, eu não sentia ansiedade para que isso chegasse logo.
O ano foi passando rapidamente. Comecei a estudar e a focar em coisas que eu realmente queria para mim, e uma delas era finalmente escrever um livro e fazer contatos.
Por fim, comecei a sentir que eu estava com as rédeas da minha vida em minhas mãos, mas sempre fui humilde em reconhecer as falhas e agradecer a Deus pela saúde e força para suportar as rasteiras que a vida nos dá de vez em quando.
Hoje recebi um e-mail do gerenciador do wordpress relatando as estatísticas do meu blog internacional (www.gabriellalimaus.wordpress.com). Eu fiquei PAS-MA com o número de visitas. Pois é, eu fiquei sim. Não tenho tantos leitores lá fora quanto tenho aqui, e é engraçado que quando publico algo, eu só divulgo aos amigos no Brasil, e poucos lêem em inglês.
Não sabia como era a procura pelos meus artigos até então, mas claro que o google tem uma grande parcela nisso aí.
Neste blog, eu posto textos informativos, coisas que leio e que gostaria de dividir aos amigos. Conhecimento nunca é demais. Também publico notícias sobre meus trabalhos com crônicas e músicas. Minha intenção no início era deixar um profile em inglês sobre mim para alguns amigos que tenho fora do país, porém acabou me rendendo muito mais.
Bom, agora basta eu colher o sucesso em 2011, e a sexta do espumante começa esta semana, acredite, isso está na minha listinha de metas para este ano.
Agradeço aos amigos e leitores por esta conquista. Os números não estariam grandes se não fossem por vocês.

CHEERS!

@gabriellaclima

PS- Acabo de receber o preview da capa do meu livro "O diário idiota de Rafaela" feito por Érica Si. Ficou LINDOOOOOOOOOO!!!!! Mostrarei em breve.