terça-feira, 30 de dezembro de 2014

SURVIVOR



Que o ano de 2015 seja muito mais leve, please!

Feliz ano novo survivors!

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

A TODOS DE BRASÍLIA.

Balanço vital 2014

(Se você conviveu comigo em BSB vai querer ler isso)

Manias são manias e eu tenho essa de repensar o meu ano a cada final dele.
A minha virada deste ano foi na igreja, como há algum tempo eu não fazia.
Aproveitei para colocar em meu coração uma busca melhor às coisas de Deus, começando por ler o livro “Meditação da mulher” que minha mãe me deu. Já comentei dele aqui no blog.
Comecei esse ano desempregada, mas nunca sem esperança.
Eu estava ainda em Brasília, terra linda, de pessoas... complicadas. Cidade de clima agradável, de pessoas de clima frio.
Nesse mesmo mês consegui um emprego aparentemente promissor em um restaurante italiano. Como sempre, a desonestidade alheia me feriu a alma sensível, e o final do mesmo foi fechar as suas portas.
Há uma certeza no qual ninguém pode me tirar: Deus cobra tudo das pessoas que nos fazem de bobos.
Uma salvadora chamada Cinthya me resgatou e fui trabalhar numa agência super legal de eventos. Amei cada dia e cada colega. Só saí de lá porque recebi uma proposta salarial em outro local irrecusável, porém, posso dizer que foi a maior cilada que já passei em anos. A culpa foi minha por não ter usado o recurso “consulta” para ter saído do certo para o duvidoso.
Entrei neste resort cheia de sonhos. Até minha moto eu já estava programando comprar, quando do nada, injustamente e sem critérios, uma deusa que de santa nem o nome honra não tem nada. Me humilhou, me roubou os sonhos, foi desonesta com ela mesma antes de tudo quando me disse atrocidades para me convencer de que eu não estava no lugar certo, na função certa.
Dois meses depois ela já não estava mais lá no comando.
Não mexa com filhos de Deus, aquele com D maiúsculo, dona (d)eusa. How could you dare!
Esse choque foi o gatilho para eu juntar minhas malas e voltar para a cada do Pai, digamos assim, e ao lar da minha família que nunca deixaram de me amar e pensar em mim.
Hoje estou trabalhando numa loja, ganhando pouco, mas é como se o dinheiro não fosse tão importante mais, entende? Estou absurdamente feliz. Todo dia à noite vejo um rosto querido, todo final de semana eu saio. E quase todas as noites vou ali escutar louvores lindos de fazer a nossa alma se apaixonar por Este amor incrível que só Ele faz brotar dentro da gente.
Sinto falta sim de algumas colegas de trabalho lá do distrito. Erica que me deu um exemplo apaixonante de como ser uma líder de verdade. Sandra e Leni, que com suas vidas iluminadas me entendiam mesmo quando eu estava afastada do Pai, e nunca deixaram de acreditar em minha crença quieta em Jesus Cristo. A Paloma no qual fazíamos altas coreografias na recepção de um hotel 5 estrelas. Éramos demais!!! Mamãe, vem cá! A Samira e seu grande Lubylo. (Isso ficou tenso kkkkk), amo vocês de graça. Você foi minha amiga, colega de trabalho e vizinha, e que agora está linda lá no Canadá. Me leva pra morar ai xupxupee!!!
Nunca poderia me esquecer das meninas do apto 401. Dona Leah e Renata! Obrigada por ter me aceitado no apto quando eu mais precisei de aconchego. Sinto muita falta mesmo do Cruzeiro e do sossego que era viver com vocês. Nunca se esqueçam de que sempre que quiserem vir passear aqui, estamos de braços abertos, inclusive minha mãe vive falando de vocês. Meu eterno obrigada!
Quero agradecer a Jamila, de alguma forma ela que me trouxe mais perto da igreja, e a pergunta em que agora busco resposta é: Por quê que as pessoas NÃO acreditam em Deus?
Sou super grata a tia Karla Nika Kurylenko por ter estado presente até quando adoeci, e ela e o Vitão me socorreram. Saiba que você também tem uma casinha aqui na roça, tá? Anytime you want.
Não posso esquecer da Robertinha que me proporcionou uma das aventuras mais legais que já vivenciei. Um belo dia íamos para Gramado, mas algo deu errado. Ela não aceitou isso, e nos levou para Floripa. CIDADE MÁGICA!!! Obrigada Rô, por isso. I owe you!
Ao Igor bolinho lindo e fofo que foi o cara mais louco e chapa que já conheci. Cara, sou sua fã. Obrigada por toda correria que você fez por mim e por minha irmã. Serei eternamente grata. Deus te abençoe sempre.
Quero agradecer imensamente também a minha irmã Lula que me deu a oportunidade de ter vivenciado Brasília e suas ilusões, e por ter sido minha família quando estive ai. Te amo irmã!!
No mais, eu não vejo a hora de passar o natal com meu povo e a vigília aos pés do Pai, ouvindo os louvores que já estão sendo ensaiados. Deus nos abençoe e que nos prepare para mais um ano de batalha.
Minhas saudações a todos vocês!

Paz!